06 Out, 2017 15:20

Nova política de aprovação de aplicativos da Apple ameaça negócios em todo o mundo

Por Hildi

Desde o último WWDC, evento onde a Apple apresenta suas principais novidades de software e hardware, ela iniciou uma política de limpeza da App Store e tem reprovado aplicativos de centenas - e talvez milhares - de empresas ao redor do mundo todo.

Motivados pela política de limpar a App Store de aplicativos reduntantes e cópias, ela realizou mudanças em seus Guidelines: criando uma nova cláusula 4.2.6 e atualizando uma outra, a 4.3. Seguem os textos abaixo:

4.2.6 - Apps created from a commercialized template or app generation service will be rejected.

4.3 - Spam

Don’t create multiple Bundle IDs of the same app. If your app has different versions for specific locations, sports teams, universities, etc., consider submitting a single app and provide the variations using in-app purchase. Also avoid piling on to a category that is already saturated; the App Store has enough fart, burp, flashlight, and Kama Sutra apps already. Spamming the store may lead to your removal from the Developer Program.

A Apple tem comunicado os desenvolvedores afetados pela cláusula 4.3 com o seguinte texto padrão:

Your apps are currently out of compliance with guideline 4.3. Specifically, we noticed that your apps provide the same feature set as many of the other apps you've submitted to the App Store; they simply varies in content or language, which is considered a form of spam.

Next Steps

When creating multiple apps where content is the only varying element, you should offer a single app to deliver differing content to customers. Alternatively, you may consider creating a web app, which looks and behaves similar to a native app when the customer adds it to their Home screen. Refer to the Configuring Web Applications section of the Safari Web Content Guide for more information.

As cláusulas são vagas e essa política tem afetado não apenas os aproveitadores ou desenvolvedores que copiam outros apps e suas marcas, mas também negócios em todo o mundo, mais especificamente os produtos white label.

Explicando melhor, um produto white label é aquele em que o desenvolvedor cria uma solução e reutiliza a mesma para a geração de aplicativos para diversos clientes, cada um com a sua marca, layout, dados e estrutura. Esse modelo é importante, pois permite que a marca possa ter seu próprio aplicativo para se comunicar e interagir com seu público a um custo menor do que criar um aplicativo do zero. Esse negócio é legítimo e contribui para a democratização do acesso aos aplicativos.

Estamos reunindo informações de desenvolvedores brasileiros afetados por esta questão, se você é um deles, escreva seu comentário abaixo.

Referências

Relatos de desenvolvedores